30 agosto, 2006

Predisposição genética? Parte 2: O retorno.

O título do post fala por si, não?

É. Mas como o povo bate na tecla (há mil e trocentos anos) da interdisciplinariedade, miscigenação... o órgão da vez não foi a amígdala-pulmão-crânio...foi o estômago-intestino-fígado.
Gastroenterite galopante.
Preciso mencionar a sintomatologia?
Mas desta vez não foi ebola. Foram fósseis de tomate-seco espalhados sobre uma pizza de rúcula.
*vomita*

Mas não foi apenas este pequeno "desarranjo" que me amputou do convívio pop-virtual-social. Assim como minha ídola (corajosérrima) Terráquea, ando em crise com o blog.
Não por inexistência de assunto, porque meu dia-a-dia é permeado por situações toscas e acontecimentos bizarros, mas por falta de um quê.
Sem grandes crises.
Talvez seja o cabelo.
É.
Ãhn?
Ah sim...explico. Ele está laranja novamente. Eu realmente não descanso enquanto não for chamada de sukita.
Desta vez, foram mechas num mix das cores pinhão-açaí-chocolate. Esta misturança gastronômica-"colorística" não podia resultar em boa coisa...
Então ficamos assim...(se vocês ajoelharem no milho em clemência) um dia eu volto.
Eu volto. Talvez até mesmo amanhã. Ou depois...ou depois.
Meu retorno é certo, enfim.

*Neste ínterim, continuarei escrevendo pseudo-posts de 10 linhas em suas fofinhas janelinhas de comentários, não esquentem*

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
22 agosto, 2006

O pijama e outras lendas urbanas do amor...


Cabelo arrumado e liso - minha colega polly-insuportável de trabalho- considerou inadmissível o fato de eu ter passado o último fim-de-semana em trajes “pijamanescos”.
Não alegou falta de auto estima nem nada.... com uma cara de oh! meu botox! Ela indagou:
-MAS E O SEU NAMORADO???


Após o segundo ano de namoro...é fatal! Você que tanto hasteou a bandeirinha do baby-doll, da camisolinha transparente, aparece linda e loira dentro de um modelinho “provinciano”, de calças compridas e manga-longa.
Mas se fosse um pijaminha simpático.... ele é atemporal.
As calças terminam bem antes dos tornozelos...e a camiseta foi promovida à manga ¾...
A malha fina, não é aderente...o que significa que a sua bunda, amiguinha....fica um horror.
Mas é confortável, afinal, o elástico já não tem mais aquela “potência” de outrora.
Com um tigre/dinossauro/gato/urso nos pés então?
FE-CHOU!

Sim. Não é sexy.
É. Talvez realmente seja super broxante.
Mas o pijama é meu, o namorado é meu, a broxada é dele e pelo menos, por baixo, eu não estava usando uma calcinha sem costura bege! (Eu disse BE-GE!)


Ainda no quesito “Eu durmo fofa e sexy dentro de uma lingerie Fruit de La Passion”...

O Bofe:

Lá no auge do mão-na-mão, boca-na-boca, coisa-na-coisa....ele dizia pra você que dormia nu. Uau! Totalmente selvagem.
Para tornar mais verossímil, contraiu alguns resfriados, tentando dormir de bicho solto....
Aí um belo e esfuziante dia de pós-segundo aniversário, você se depara com um pijaminha-bermudinha marrom/azul e camiseta com debruns marrons/azuis e xadrez no mesmo tom.
Ah...e meias. Usadas com chinelo de dedo.
Cool.

Dos hábitos 1:

Bem-me-quer....mal-me-quer....ele é perfeito, cheira a flores, a mel e a almíscar.

Mas em um dos motéis da vida...ele vai no banheiro e deixa a porta escancarada.

A parte “pungente” do amor...


Dos hábitos 2:

E quem esquece a sensação de “ uma linda mulher” durante a primeira roncada imediata dele após o sexo?

Dos hábitos 3:

Ele estereotipiza o feminista e propõe “rachar” a conta da pizza...
Após um “oh seguido de reticências” você concorda, afinal “é somente desta vez”.
Amiguinha...você acaba de contrair mais um gasto mensal. Pode inserir na sua planilha de custos o item “minha parte no jantar”.

Do que vira hábito:

O sexo já é meio previsível demais....os fins de semana são iguais, ele escolhe sempre o mesmo sabor de pizza.
Bem-vinda ao amor-carrossel!

Todo aquele levanta-desce-gira às vezes dá vontade de vomitar. (Ô!)
Mas quem é que abre mão daquele sorriso torto????

........................................................................................................

Âpideiti: Porque eu jamais poderia deixar de comentar:
Eusoutesuda Vieira se redimiu de sua atitude "grosseira" no quadro "Dança no Gelo" do Domigão do Faustão.
"Tudo que faço, faço com perfeição", tascou a Sra.Sougostosaemodesta. Me senti desafiada. Hum-rum. Tá.

- Lulet´s detém cerca de 40 e tantos % de intenção de voto. Coeficiente de variância? 2 para mais ou para menos. Probabilidade?
Desconhecida. Muito representativa esta estatística, Sr. Lulet´s!!!!

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
21 agosto, 2006

Predisposição genética?


Se lá na Papua Nova Guiné "neguim" dá um espirro... este ser convalescente que vos "fala" cai para trás (não com o bafo, com o vírus).

Se a cunhada da prima da amiga da vizinha contrai esquistossomose em expedição pelo Ceará...euzinha contraio osmoticamente a "peste".

Se o neto da Dona Maricota de 250 Kg após gastroplastia sofre com seu estômago...o meu resolve se unir a nobre causa.

É muito legal. (Sorriso forçado)

*Voltando no tempo*

Quarta-feira passada algo já prenunciava a peste. A pessoa legal (porque vaso ruim não trinca)que divide a gasosa, alterna os carros e tals comigo até a oca laboral,começa a espirrar-tossir-espirrar.
(Não necessariamente nesta ordem)

(Juro que pude ver os viruzinhos voando alegremente em direção a mim)

Quinta-feira.
O corpo acorda dolorido. Das duas uma: ou os defensores emaconhados do "desligamento" da alma do corpo durante uma fase específica do sono apesar da maconha são gente séria e a minha alma andou brigando (e apanhando) por aí ou eu estou ferrada.

A partir de agora...vamos "emprestar" o esquema das horas do Jack Bauer.

09:00
É. Estou ferrada. Ferrada e com febre. A cabeça dói, os braços doem, as pernas doem, a unha do dedinho mindinho do pé dói.

12:00
De posse do meu super-moletom do jiu-jitsu ano 98, eu deito no carro e durmo até as 13:00.

13:00
Morfina, por favor.

14:00
Bossa maldita em cena "quase-humana" (após usar de métodos analíticos para comprovar meus 39,8 graus de febre) me dispensa.

16:00
Eu deito no sofá da sala. (Enquanto tento entender como cheguei em casa)

A partir deste momento os fatos se confundem, vi uma luz muito forte no fim de um túnel compriiiiiiiiiido... o brilho das lantejoulas furta-cor do blazer do Elvis...

"Acordei" no sábado. Tinha pós. Mas o professor falava tão loooonge....e estava com uma combinação de camisa listrada- gravata listrada muito engraçada..."

No domingo eu vi o túnel de novo...mas eu tive preguiça de caminhar.
O Elvis tava gordo.

Aí hoje eu acordei um tantico melhor, de volta à oca e a difícil e pobre função química (a pessoa).

Perdi 3 quilos, estou um lixo. A calça jeans sobra na bunda. Broxante.

Acho que tive ebola.

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
14 agosto, 2006

Apenas 2 dias...


Sexta à noite:

Após treinar (suar bicas) na academia, (é, eu tenho um quê de neurose quanto a isso) vesti meu look Leônico cool (sempre as botas) e rumamos eu AND love-orange para Taió City- a oca laboral.
Motivo: Uma festa regional. (Daquelas com direito a exposição de (cocô) animais).
Daí que rolou um show nacional (Uau!): KLB.
E me desculpem os sujeitos e sujeitas que suportam as músicas mas eles são bem ruins.
O Kiko é medonho, o Bruno é insosso e o Leandro é gay.
Não. Eu não sou preconceituosa. Mas um ser humano que descolore o cabelo (eu não conto) para um tom alaranjado e não contente deixa crescer as madeixas para depois propositalmente arrepiá-las com 2 kilos de pomada....por Deus, lá muito macho não pode ser.
Antes que perguntem-me...sim. O Kiko estava de óculos de sol. (23:00h).
E o Bruno com seu visual ricota-insossa.
O mais legal foram os sussurros e a irritação de orange com os aborígenes locais.
E constatar a explosão do segmento econômico alimentício : “fundi” (aham, estava escrito assim) de (gordura hidrogenada) chocolate, churros em óleo de anteontem e entreveiro com pernil “fresquinho”. (E o povo lambendo os beiços enquanto comia tudo isso)

Sábado:

Academia (neurose, eu sei) seguida de pizza gigante com todo o clã bizarrentino.
Close para meu irmão e sua pequena grande namorada. (Eu sou má).

Das neuroses e afins – A explicação.

*Puxem o divã.*
Eu sou um ser seriamente lesado. Em linguagem popular, pode-se me adjetivar com um “não bate bem”.
Tudo que eu faço, eu faço de forma obsessiva.
Começou com hidratante. Eu TINHA que comprar, entende? Era mais forte que eu!
Assim lotei o armário do banheiro, o meu armário de cosmético (eu tenho um armário de cosmético) e parte da cômoda.
Daí, admitindo o exagero, decidi abandonar o vício.
Mas acabei substituindo-o pela mania de limpeza. Então, diariamente me baixa a Marileusa.
Mas as nóias eram poucas ainda...inseri a neurose de treinar. Tipo em níveis estratosféricos mesmo – culminando com um campeonato de supino.
Tem também a alimentação “chiet” (pronuncia-se chait). Cálculos diários de proteínas, carboidratos, preocupação com índices glicêmicos e ingestão calórica.
E os 3L e tantos de água que forço goela abaixo.
E o lance com os pêlos. (Nem perguntem)
Agora só falta eu começar a me drogar.

Domingo:

Coçação.
Muito pesar por não terem convidado a Sra. Acerebrada Fenômalo Luiz Nazário de Lima para o júri do “Dança no Gelo”.

Mas um prazer sarcástico pelo (des)prazer da cuecada de plantão que teve que vislumbrar a bunda da Juliana Paes em um shortinho estilo-perninha. (quando esperavam ver seu útero em uma calcinha).

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
10 agosto, 2006

O brilho de minha luz...

Tá. Deliberadamente plagiei e modifiquei o pronome possessivo do livro da Danielle Steel.
Sim. Além de assistir (esporadicamente, porra!) novela das 8 da "grobo" eu leio romances água-com-açúcar (enquanto REALMENTE choro).

Agora posso dizer que realmente sou quase um ombro lá na foto dos tops of mind...

Você sabe quando subiu na vida quando pessoas anônimas fazem gracinhas fofinhas em coments no SEU blog! (Vide comentário do irmão adotivo)
Agora só falta mesmo a minha hackeação. Alguém me hackeia, por favor?

.........................................................................................................

Era para eu ter comentado isto há séculos atrás mas eu (novamente deliberadamente) me esquecia. Isto para não ofertar qualquer tipo de ibope à asna.
Quem assistiu a dança dos famosos no domingo passado levanta a mão!
Então. O que era aquela Raica?
Tadinha. Vítima de erro médico....lipoaspiraram o cérebro da moça.
Foi uma enchurrada de muito legal,ele dançou muito bem....AND....posso dar 9.5?

Dãaaaaaaaaaa....

Puta que pariu...senhores deputados e senadores que estão (fazendo de conta) trabalhando neste período pré-eleição: votem a criação de uma lei que instaure a esterilização do casal "fenômo".
O povo agradece.

Ainda no tópico eleições....agora quem assistiu à entrevista de Lolô Helena?
Foi bem hilariante.

Como eu sei que alguém fatalmente irá defender a quase-crente...não estou hasteando bandeirinha de nenhum candidato, até porque não possuo um e pensarei em votar em algum quando o voto passar a ser facultativo, quando for instaurado um controle de natalidade de verdade,ou ainda quando os parlamentares perderem a imunidade.
*Não tente me convencer*

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
08 agosto, 2006

Genética



Diz a lenda que, antes do moço pensar em coleirinha dourada deverá olhar para a sogra para ter um vislumbre do que seu tesãozinho irá se tornar.

A lenda ainda diz que, as semelhanças não se restringem ao campo físico, descambam para características comportamentais, psicológicas e filosóficas.

A lenda não diz, mas os cientistas dizem que seria legal dar uma boa analisada no Bob pai também.

Daí que, se Laranjinha (ou de acordo com as probabilidades) qualquer espécime macho se antenar para a lenda, eu morrerei seca e só.

*Pausa para um soluço reprimido*

Eu pedi a Bob pai, um "perfuminho" para o barata móvel. Fui até bem específica ao mencionar a palavra "posto de combustível".
Ele enfiou embaixo do banco do carro um frasco de bom ar "flores do campo".

Minha mãe lotou 3 sacolas com ombreiras.
Para quando novamente "entrar na moda".

Meu pai falou em divórcio sábado, porque minha mãe o presenteou antecipadamente com 3 pares de sapatos. (A ira não cessou nem quando ela confirmou o preço promocional de 14,99 por par. É caro, obteve em resposta).

Eles comem alface com nata e açúcar.
E bebem café descafeinado.
Com leite desnatado.

Minha mãe defende a mãe da Nanda, alegando que foi o cúmulo da vagabundisse ela torrar o dinheiro da mãe no exterior e vir com dois diplomas (e nada do diploma em história da arte).
Sim. Eu (às vezes) assisto a novela. Algum problema?

Meu pai é um macho pseudo submisso. Estratégia.

Minha mãe é autoritária e sincera em níveis absurdos. (Taí a minha herança)

Ela já quis assar um frango congelado com data de validade expirada há mais de dois anos.

Meu pai bebe aquela gororoba sensacionalista a base de babosa, aguardente e mel. (Babosa irrita a mucosa intestinal? Irrita nada porra!!!!)

A minha mãe fuma sem saber. Há mais de 10 anos. Ela nunca tragou um cigarro.

Meu pai leva a máxima de "hoje é domingo pé-de-cachimbo" ao pé-da-letra: todo domingo ele empesteia a casa inteira com aroma de canela e tabaco. Agora quer experimentar gudan.

Eles comentam a sua vida sexual à mesa. Geralmente no almoço de domingo.

E brigam (feio) pelo último pedaço de chocolate.
Querem me arrumar marido. Desesperadamente, eu diria. Mas agem por meios tortos.

Pois é...Genética é cruel.

Bizarrice é hereditária.

Ah...mas a minha mãe....a minha mãe é bem jeitosa. Dá um caldo.

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
03 agosto, 2006

A rebeldia


No mínimo, 4-5 vezes por ano a rebeldia se empossa do meu ser.
Normalmente, a sensação é de uma nhaca generalizada: o tronco torna-se (mais) árduo, o lance de percorrer cerca de 115 Km diariamente da casa-senzala - senzala-casa pesa um trilhão de toneladas, bossa satânica sabe lá Lúcifer como, consegue se superar, a conta bancária pisca em vermelho – rainha da sucata, a vida amorosa parece estagnar. (Nem pensem em ninfomania, não é o caso).

Pois bem sujeitos, eu tive uma experiência de quase-morte. Virtual.

Durante 15 (tortuosos) dias não enfiei meu indicador em um teclado. Não entrei no Sr. All CUte, não visitei as pessoinhas que estão acá do lado esquerdo do peito (e do blog). Não surtei em momentos “the luck today” com Janulda e Mô. Sequer vi o e-mail-resposta da Senhorita Terráquea.

Meu povo, prometo me redimir.
E apesar da Glória Kalil dizer que é “deselegante” as justificativas pós-cagadas...foram 15 dias de off no tronco e 15 dias de pau (ops) no HD de Charlene -meu computador paleozóico.

Dentre tantos acontecimentos bizarrentos típicos de baixa renda, eu também não fui a Curita encontrar a mana. (Parece-me que teremos que apelar para o Ratinho MESMO).
Sinhazinha perdoa??????

Mas como o ser humano só se compadece de pessoas convalescentes ou devidamente sepultadas, aqui vai o golpe de misericórdia: dos 15 dias, passei 13 com algum tipo de “ite”: faringite, amigdalite e pasmem! Até otite. Bichei total, enfim.
Tudo acompanhado de gripe. (Que segue comigo 300 dias por ano)

Também recebi uma notícia igualmente prazerosa e amarga: Siena´s man, em mais um episódio de cio selvagem, desencantou uma amante em Taió City e virá residir em tão maravilhosa oca. Pois bem, livrei-me das investidas intermináveis (taí o orgasmo) mas a conta da gasosa vai subir uns bons lances de escada. (a parte do quiabo).
Paciência.

Percebi que embora me esforce, não consigo abandonar isto aqui. E que vocês são tão fófis...(óunnnnnnnnnnnnnnnnnnnn) que praticamente imploram por minha presença. (Close para Janulda e Mô que permanecem ajoelhadas no milho. Sim. Podem se levantar agora).
Apenas continuo aguardando o moço forte, moreno e másculo da SWAT.
E as aventuras na roda de capoeira (pensem aqui AQUELE tipo de besteira) de mana.
É. E continuo sem MSN. Algum serial killer, bossofóbico poderia me ajudar?
PS: A imagem é em homenagem ao fã número 1 do grupo RBD: Sr. Dissecador, deleite-se.

postado por Química Insandecida * -
.................................................................................................................................................................
Química Insandecida Geral

Fenômenos Físicos e Químicos
Geometria Molecular
Polaridade das Ligações
Polaridade das Moléculas
Forças intermoleculares
Tipos de Fórmulas
Oxi-Redução


Velocidade média da reação;

  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006



  • Misturas Homogêneas e Heterogêneas


    Algo mais da Vida
    Amor que fica
    As (A) Normais
    Blog by Dani
    Cafajeste (quase) Arrependido
    Casa da Tuka
    Censura Zero
    Diário de Mim Mesma
    Entretantas, eu
    Laço do Infinito
    La mia vita tra le dita!
    L@ra
    Lé- ri- bi
    Leis de Murphy
    Mais Cultura
    Metendo o Pau!
    Mulé é um bicho burro mermo!
    Mulher Honesta
    Múmia Paralítica S/A
    O contabilista
    Plantando Tomates
    Por Enquanto
    Sonambulismo
    Sopa de Letrinhas
    Tudo de bom pra você!
    Uma loira em sua vida


    Nº de Avogadro

    em reação química


    Layout by Tuka



    Campanha anti-plágio!

    Uma campanha Casa da Tuka contra o plágio


    Entalpia de Formação